Domingo, 20 de Outubro de 2019
Sertão

Incêndio continua devastando área em lixão de Patos; vídeo

Publicada em 01/10/19 às 13:49h

por Portal BV Online com TV Sol


Compartilhe
   

Link da Notícia:

As chamas já alastraram por várias áres próximas  (Foto: Reprodução/TV Sol)
Um incêndio de grandes proporções vem atingindo o lixão de Patos, no Sertão da Paraíba, há três dias sem parar e está devastando toda a área próxima. Conforme o Corpo de Bombeiros,  o fogo começou no local desde o último domingo (29) e, até então, permanece descontrolado. Segundo o major, a água não é suficiente para que o incêndio seja totalmente extinto, sendo necessário o uso de máquinas de combate que deveriam ser fornecidas pela prefeitura.

“Se a gente tivesse recebido o apoio das máquinas de combate desde o domingo, quando começou, talvez a gente já tivesse conseguido extinguir totalmente esse fogo, mas infelizmente a prefeitura ainda não nos forneceu esse material e por isso nós continuamos no local só com o uso da água, por meio das viaturas, o que não é suficiente em casos de incêndio como esse”, disse o major Danilo Galvão.

Conforme o comandante, ainda não é possível precisar as causas do incêndio no lixão. “Enquanto as causas desse fogo ainda não sabemos se é algo criminoso ou se é consequência do próprio clima seco e dos objetos que ficam acumulados no local”, salientou.

Mais de 100 mil litros de água foram utilizados no local

As chamas foram percebidas no lixão desde o último domingo (29), mas, segundo o major Galvão, na noite desta segunda-feira (30) o incêndio tomou grandes proporções e a fumaça já pode ser vista e sentida por toda a cidade. “Nós estamos principalmente preocupados com os moradores, que estão incomodados com essa fumaça, até no nosso próprio quartel tá incomodando, por isso, mesmo sem a ajuda das máquinas, estamos o dia todo trabalhando no local”, destacou.

O major Galvão relata que já foram usados mais de 100 mil litros de água no local e que, mesmo com todas as viaturas do Corpo de Bombeiros trabalhando no incêndio, ainda não é possível o controle do fogo. “Já usamos mais de 100 mil litros de água e, mesmo com equipes trabalhando 24 horas no local, enquanto não tiver apoio dessas máquinas de combate à incêndio desse tipo, o fogo não vai ser extinto”, declarou.

Cerca de 25 bombeiros trabalham na região

Ainda conforme o major Galvão, durante todo o dia, cerca de 12 militares trabalham no local em forma de revezamento. E, segundo o comandante, no total, uma equipe de 25 bombeiros trabalham na região, tanto para combater o incêndio no lixão, quanto para tentar extinguir totalmente o fogo registrado na Serra Preta, em Mãe D’Água, também no Sertão da Paraíba.

“Sobre o incêndio na Serra Preta, a gente conseguiu controlar o fogo, mas ainda existem focos às margens das estradas, e é por isso que a gente suspeita de que o fogo lá tenha sido criminoso. Já no lixão de Patos, o caso é mais complicado, porque é um tipo de incêndio por abafamento, em que a gente precisa separar o lixo queimado do lixo que ainda resta e jogar terra em cima dos focos do incêndio, porque só assim o fogo vai sendo controlado”, pontuou.




ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:








Nosso Whatsapp

 (83) 98620-3361

Copyright (c) 2019 - Portal BV Online - "Até aqui nos ajudou o Senhor." (1 Samuel 7:12)