Sábado, 22 de Setembro de 2018
Vale do Piancó

Cinco pessoas são presas por furto de energia elétrica em Itaporanga

Publicada em 05/07/18 às 17:52h

por G1 PB


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Polícia Civll já havia deflagrado uma primeira parte da operação no Sertão, na qual uma ex-funcionário da empresa foi preso  (Foto: Energisa Paraíba/Divulgação)
Cinco pessoas foram presas em uma operação de combate ao furto de energia elétrica deflagrada na cidade de Itaporanga, no Vale do Pianccó. 

Na ação, a Polícia Civil descobriu sete casas e estabelecimentos onde havia furto elétrico e outros 16 com suspeita de fraude no consumo de energia elétrica. A ação foi deflagrada na manhã da última terça-feira (3) e foi concluída nesta quinta-feira (5).

A operação cumpriu quatro mandados de prisão e outros 23 de busca e apreensão. As buscas foram em imóveis e estabelecimentos com suspeita de fraude no consumo de energia. Além dos quatro mandados de prisão cumpridos, uma pessoa foi presa em flagrante. A ação policial foi desencadeada depois de uma denúncia anônima recebida pela empresa concessionária responsável pelo abastecimento de energia elétrica no Estado da Paraíba.

Segundo a Polícia Civil, a estimativa é que, apenas com esta ação, a operação conseguiu recuperar a quantia de R$ 45 mil de energia bruta, sem contar os acréscimos dos tributos incidentes no valor da energia. O valor corresponde a 60 mil Kwh. O que daria para abastecer 400 residências com uma família de 3 pessoas cada uma pelo período de 30 dias.

A operação já está em uma segunda fase. Na primeira, um ex-funcionário da empresa foi preso. O esquema consistia em fraudes na leitura dos consumos de energia. No crime, os contadores eram substituídos. A ação contava com a participação de alguns funcionários da empresa vítima, ex-funcionários, eletricistas particulares, comerciantes conhecidos na região e até um político da cidade envolvido.

A Polícia Civil descobriu também que o colaborador alimentava o sistema via smartphone com dados falsos, fornecendo leitura abaixo da real verificada em campo, informando algum defeito no medidor ou que o imóvel estaria fechado. Ou ainda, oferecia o "serviço" para colocação de desvio de energia por determinado preço ou benefícios posteriores, indicando eletricistas para fazer o desvio ou ele mesmo fazia a implementação do sistema de desvio.



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (83) 98829-3612

Visitas: 3157152
Usuários Online: 241
Copyright (c) 2018 - Portal BVONLINE - Conectado ao Vale do Piancó!