Quarta-feira, 14 de Novembro de 2018
Vale do Piancó

Depois de 30 anos, agricultor volta a cultivar algodão em Boa Ventura

Publicada em 29/06/18 às 17:13h

por Assessoria


Compartilhe
   

Link da Notícia:

Depois de mais de três décadas sem cultivar algodão em sua propriedade, devido à praga do bicudo e falta de mercado, o agricultor familiar Otacílio Madalena dos Santos, do Sítio Tamanduá, município de Boa Ventura, no Vale do Piancó, atendeu ao apelo do Governo do Estado, feito por meio da Empresa de Assistência Técnica e Extensão Rural (Emater) - empresa da Gestão Unificada vinculada à Secretaria do Desenvolvimento da Agropecuária e da Pesca - e, junto com um grupo de sete produtores, está se preparando para a colheita da primeira safra.

''Estamos satisfeitos com o Programa Algodão Paraíba, porque nos traz a garantia de assistência e venda garantida, o que é importante. Ficamos muito animados para continuar com a retomada do cultivo de algodão'', comentou Otacílio. Segundo ele, em face da sistemática do programa, muitos vizinhos têm demonstrado interesse em retornar aos plantios.

Além dele, que cedeu as terras para o plantio, seus três filhos Marcelo Madalena, Otacílio Madalena dos Santos e Lucas Madalena de Sá, além de mais três vizinhos, trabalham no cultivo dos nove hectares de algodão que em breve será colhido. O algodão plantado é consorciado com milho e gergelim e foi cultivado com tração animal, o que ajudou na redução de custos.

Na avaliação do extensionista Manoel Soares Filho, do escritório da Emater de Diamante, que assiste os agricultores, todos estes são acessíveis às orientações técnicas. Todo o trabalho tem acompanhamento da coordenadora regional da Emater em Itaporanga, Lourdes Pereira, que destacou dois fatores importantes para o êxito da ação: a conscientização dos produtores para a retomada do cultivo de algodão e, sobretudo, o não uso de inseticidas, num atendimento ao mercado consumidor.

Outro agricultor que demonstrou satisfação em ter retomado ao plantio de algodão foi Fernando Neco da Silva, do Sítio Riacho Fundo, em Santana dos Garrotes. Junto com seus filhos Francisco Neco da Silva e Oswaldo Neco da Silva, cultivou quase dois hectares de algodão e já se prepara para iniciar a colheita. É o primeiro ano que participam do projeto, mas já demonstraram interesse na continuação da safra do próximo ano. Ele havia tomado conhecimento do projeto por meio da Emater e aceitou participar porque sabe que é uma atividade rentável. No município os agricultores são acompanhados pelos extensionistas Sebastião Rodrigues, Roberto Pinto e José Anderson Gomes de Sousa.

Na safra 2015/2016, foi cultivada uma área de 54 hectares com a participação de 60 agricultores, sendo colhidas 11 toneladas de algodão orgânico branco. Na safra 2016/2017, registrou-se um crescimento de 90 por cento na área plantada, com 38 toneladas comercializadas. Para a safra 2017/2018, a estimativa é de 100 toneladas e uma área plantada de 180 hectares com mais de 200 famílias agricultoras inseridas. No Vale do Piancó são 45 agricultores que integram o Programa Algodão Paraíba que consiste em assistência técnica, a não utilização de inseticidas e a garantia da comercialização com preço pré-estabelecido em contrato.

O Projeto Algodão Paraíba visa estabelecer a cadeia produtiva do algodão orgânico, com custos reduzidos, consorciado com outras culturas como milho, gergelim, sorgo e feijão, garantindo assim uma segurança alimentar, de modo a aumentar a renda familiar e também permitir ter uma reserva de alimentos para os rebanhos, em épocas de estiagens. O projeto é fruto de uma parceria com a Embrapa Algodão, a Norfil S/A Indústria Têxtil, Veja e Cooperativa de Produção Têxtil Afins do Algodão (Coopnatural).



Deixe seu comentário!

ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.







Nosso Whatsapp

 (83) 98829-3612

Visitas: 3317535
Usuários Online: 243
Copyright (c) 2018 - Portal BVONLINE - Conectado ao Vale do Piancó!